como aparecer no google, como aparecer nas pesquisas do google, como fazer meu site aparecer no google

Como aparecer no Google?

Blog   ·  Criado em  23/08/2019   ·   Atualizado em 16/04/2020   · ​34 minutos

como aparecer no google, como aparecer nas pesquisas do google, como fazer meu site aparecer no google

Para aparecer no Google você precisa aproveitar as oportunidades gratuitas e pagas para promover o seu negócio, conquistar novos clientes e aumentar as suas vendas.

O marketing digital é uma estratégia usada no mundo todo por empresas de todos os segmentos e de todos os tamanhos. A internet é um canal de vendas incrível quando bem aproveitado. Você pode conquistar clientes do outro lado do mundo e vender para as pessoas que estão dispostas a fechar negócio, basta mostrar isso a elas.

Construir uma identidade digital, hoje, é um dos pilares do sucesso comercial.

Qual empresa não quer ser amplamente reconhecida, ter uma marca consolidada, próxima do seu público e saber como aparecer no Google do jeito certo?

O segredo para o seu negócio ir mais longe é saber como aparecer no Google e acompanhar todas as tendências que surgirem no mercado.

Algo que sempre escrevemos em nossos conteúdos é que a internet não para. Ela está sempre em movimento e acompanhando as novas ideias e formas de vender para os consumidores.

As pessoas não param de mudar e evoluir. O negócio que simplesmente parar no tempo mostra que está desistindo e não consegue acompanhar a dinâmica.

Uma vez que você começa a trabalhar nas estratégias de "como fazer o meu site aparecer no Google", você não vai parar nunca mais se quiser continuar relevante.

Seja uma máquina de vendas online e saiba como o SEO e o Google Ads podem mudar a forma como as pessoas enxergam sua marca, produtos e serviços!

O poder dessas duas ferramentas é impressionante e você vai ver na prática o que elas podem fazer para seu site, blog, loja virtual e portal de notícias aparecer nas primeiras posições do Gigante da web, o Google.

Você vai encontrar os seguintes conteúdos:

Como aparecer no Google

Quando você aparece nas pesquisas do Google significa que a sua empresa está no lugar certo e na hora certa. Ou seja, você aparece no momento que as pessoas estão procurando por aquilo que você está vendendo.

Pense que a internet é o mundo. Ele está cheio de lojas e empresas de todos os segmentos, lugares para entretenimento e muito mais. Quando alguém faz uma pesquisa e digita uma sequência de palavras-chave, o robô do Google organizar aquilo que você está procurando em uma única rua para facilitar a vida de quem está pesquisando.

O problema é que essa rua é tão longa e cheia de lojas que você não consegue enxergar o final. Isso quer dizer que quem está pesquisando não vai conseguir visitar todas e vai entrar somente nas primeiras.

Se você quer ser uma dessas primeiras lojas precisa otimizar o seu conteúdo (SEO) ou investir em anúncios pagos (Google Ads). E para converter precisa convencer de que é a melhor opção que existe, mas isso é assunto para outro conteúdo.

Ser encontrado por centenas ou milhares de clientes quando eles mais precisam é o tema de uma das nossas videoaulas.

O Google tem bilhões de pesquisas todos os dias e vamos te mostrar oito princípios de como aparecer no Google para garantir que clientes em potencial vejam a sua marca queiram comprar seus produtos ou contratar seus serviços.

Confira todas as dicas deste artigo nesta videoaula prática e aprenda Como aparecer no Google:

Como aparecer no Google com o Google ADS?

1 - Campanhas da Rede de Pesquisa

Quando você anuncia na Rede de Pesquisa do Google Ads seu anúncio pode ser exibido no topo dos resultados enquanto uma pessoa pesquisa por um termo relacionado a uma das palavras-chave que você definir como relevante para o seu negócio.

Além do próprio site de pesquisa do Google, os seus anúncios, em formato de texto, podem aparecer nos parceiros de pesquisa do Google.

Quer saber mais? Aprenda como anunciar no Google.

2 - Campanhas da Rede de Display

A Rede de Display do Google vai te ajudar a impactar as pessoas enquanto elas navegam em seus sites preferidos, enquanto visualizam um vídeo no YouTube, verificam sua conta do Gmail ou usam algum aplicativo parceiro do Google em seus dispositivos móveis.

São inúmeras possibilidades de anúncios que você pode criar usando esse tipo de campanha, você pode optar por formatos de vídeo, imagem, texto.

É na Rede de Display que você pode usar o Google ADS Remarketing, estratégia para alcançar todas as pessoas que já visitaram o seu site, mas não compraram nada.

3 - Campanhas de Vídeo

Criar uma Campanha de Vídeo é um jeito interessante e criativo de alcançar e envolver todo o seu público no YouTube. 

Você pode impulsionar vários vídeos diferentes com um mesmo propósito: vender mais e tornar a sua marca mais conhecida.

No Google Ads, basta você escolher a opção de Campanha de Vídeo, subir os vídeos promocionais e correr para o abraço.

Lembre-se que o sucesso dos seus vídeos vão depender unicamente da sua mensagem e como você vai passá-la. O Google Ads é apenas um meio de tornar o assunto popular.

4 - Campanhas do Shopping

As Campanhas do Shopping Google devem integrar o seu planejamento de marketing digital se tudo o que você quer é promover seus produtos de uma forma local, aumentar o tráfego para sua loja virtual e encontrar leads mais qualificados passíveis de conversão.

Diferente do anúncio de texto das Campanhas da Rede de Pesquisa, os anúncios do Shopping Google mostram aos usuários que estão pesquisando uma foto do produto, o título, preço e mais informações que você desejar.

5 - Campanhas para Apps

As Campanhas para Apps (aplicativos) te ajudam a promover o seu aplicativo e torna-lo mais popular. 

Você consegue promovê-lo no Google, isso significa que seu anúncio pode aparecer durante uma pesquisa, no Google Play, YouTube, Discover e também na Rede de Display.

6 - Campanhas Inteligentes de Display (SMART)

As Campanhas Inteligentes de Display conseguem simplificar o gerenciamento e ampliar a sua base de clientes, além de conquistar novas conversões. 

Nelas você consegue exibir anúncios em quase todos os formatos da Rede de Display do Google e vai conseguir alcançar pessoas em praticamente todas as fases da jornada de compra ao usar uma tecnologia própria do Google.

Como aparecer no Google gratuitamente?

Agora que você já sabe como aparecer no Google utilizando o Google ADS, vamos entender como aparecer no Google Gratuitamente, acompanhe.

1 - Google Meu Negócio.

O Google Meu Negócio, antigo Google Places, é uma ferramenta que permite que você crie e administre um perfil do seu negócio no Google Maps.

Através desse perfil possíveis clientes podem conhecer mais sobre o seu negócio ao realizar uma pesquisa local sobre o seu tipo de negócio.

Aprenda tudo sobre como cadastrar sua empresa no Google Meu Negócio.  

2 - Estratégias de SEO

O que é SEO?

O que é SEO

SEO é a abreviação de Search Engine Optimization (Otimização para Mecanismos de Busca, em tradução livre). 
Esse termo, que possui aproximadamente 718 milhões de resultados na web, é um conjunto de técnicas de otimização para sites, lojas virtuais, portais, blogs e outro tipo de página na web que possuem o objetivo de melhorar o seu ranqueamento durante uma pesquisa.

Em outras palavras, SEO é a estratégia utilizada para mostrar aos motores de busca, como o Google, que o seu site pode ser relevante para um usuário e, mais do que isso, que a sua página atende aos critérios mais importantes para tornar a experiência de busca mais completas e satisfatórias.

O objetivo do SEO é melhorar o tráfego orgânico de uma página — ou seja, resultados não pagos que aparecem durante a pesquisa —, fazendo com que a reputação e a visibilidade do site aumente e o torne popular.

a) O poder das palavras-chave

Dentro do contexto do SEO, uma das ações mais importantes da estratégia é a escolha das palavras-chave para um conteúdo específico. Elas serão as responsáveis por trazer visitantes para o seu site, por isso elas são a base de como aparecer no Google.

O que é uma palavra-chave?

Ela nada mais é do que um termo de pesquisa, isto é, uma palavra ou o conjunto delas que são digitadas por um usuário enquanto ele faz uma pesquisa.

É por meio das palavras-chave que os mecanismos de busca conseguem segmentar a pesquisa e apresentar os resultados mais satisfatórios para o usuário.

Qual é o diferencial da palavra-chave?

Uma palavra-chave bem escolhida e otimizada em um conteúdo pode causar um grande impacto no ranqueamento do seu site durante uma pesquisa, principalmente se o seu volume de busca for gigantesco.

É muito importante que você entenda que as palavras-chave devem se alinhar com a proposta do seu site, da sua marca, produtos ou serviços.

Não adianta escolher uma palavra-chave aleatoriamente e esperar que ela conquiste bons resultados.

Além de não gerar performance, essa atitude vai apenas mostrar ao Google que o seu site não é relevante para as pesquisas. Ao invés de conquistar as primeiras páginas, você vai apenas se afastar delas.

Palavras-chave otimizadas farão com que mais pessoas encontrem a sua página de forma orgânica e como consequência você vai ter mais tráfego, mais leads qualificados e mais chances de novos negócios.

Existem muitas ferramentas e métodos que podem te ajudar e encontrar as palavras-chave "perfeitas", para saber como, confira esse nosso conteúdo sobre "Planejador de palavras-chave: 6 ferramentas para te ajudar".

Agora vamos te explicar quais elementos de SEO que você precisa otimizar para garantir melhores posições nas pesquisas orgânicas.

b) Title Tag

O título, Title Tag, de uma página é o primeiro elemento que usuários enxergam enquanto fazer uma pesquisa no Google. Isso mostra o quanto é importante criar um título criativo e que resume exatamente o que os usuários vão encontrar se clicarem no link.

Ele é um dos mais importantes fatores, tanto para o ranqueamento quanto para o aumento da taxa de cliques (CTR).

Para criar um bom title tag você precisa  SEO Title é composto por:

  • um média de 65 caracteres;
  • alinhamento ao conteúdo ao qual ele remete;
  • palavras-chave à esquerda, sempre que possível;
  • um título para cada página do site.

c) Tenha URLs amigáveis

Uma URL também pode influenciar no posicionamento do seu site e em como aparecer nas pesquisas do Google se ela não for otimizada do jeito certo. 

O primeiro passo para uma URL amigável é que você precisa ter em mente que as pessoas precisam lembrar delas.

Sabe aquelas URLs gigantescas e confusas? Esqueça!

Tudo o que você criar e fazer deve ser para os usuários, por isso nessa hora você precisa facilitar. 

Uma URL pouco amigável é feita da seguinte forma: seusite.com.br/xy/044x.

Já uma URL amigável e otimizada aparece da seguinte forma: seusite.com.br/criacao-de-sites.

Bem melhor, não concorda?

Vejamos alguns itens que uma URL amigável deve apresentar:

  • palavra-chave;
  • relação com o título do post;
  • hifens no lugar dos espaços, já que o Google não lê espaços;
  • evite caracteres especiais, números e acentos;
  • seja objetivo;
  • fácil compreensão;
  • apresentação de não mais do que um subdomínio.

As URLs pouco amigáveis não são bem aceitas pelo Google e pelos usuários também. 

Uma das justificativas para isso é que durante as pesquisas o endereço não será visto por completo por causa do seu tamanho e isso prejudica a sua leitura.

Outra justificativa é que URLs longas, com números e caracteres especiais geram desconfiança, sobretudo, porque sites maliciosos costumam ter URLs assim.

d) Meta description

Meta description é descrição que aparece logo abaixo do título de uma página nos mecanismos de busca. Para que ele alcance grandes performances, você pode usar algumas técnicas de copywriting para chamar a atenção do usuário e convencê-lo de escolher a sua página.

De maneira mais técnica, esse elemento é um fragmento do código HTML da página e sua única função é apresentar a prévia do conteúdo disposto na página.

Um erro muito comum a respeito da meta description é usá-la apenas como um resumo do conteúdo. É muito mais que isso. Você deve vender o seu conteúdo por meio dela, por isso ela não é só um resumo.

Apesar de não influenciar diretamente o ranqueamento de uma página nas pesquisas, a meta description pode interferir na taxa de cliques e tráfego de uma página. 

Confira algumas boas maneiras de aproveitar essa ferramenta:

  • inserir a palavra-chave na descrição, de preferência logo no início;
  • trazer uma prévia estratégica do conteúdo, mostrando os benefícios da leitura e as informações que poderá encontrar;
  • trabalhar com textos de, em média, 160 caracteres;
  • usar calls-to-action;
  • não fazer falsas promessas ao leitor;
  • não reproduzir, pura e simplesmente, um trecho da introdução do conteúdo.
  • ser criativo!

e) As heading tags

Conheça as heading tags

As heading tags deixam seu conteúdo mais organizado, escaneável,  a leitura mais fica mais fluída e agradável.

Esse elemento é muito importante para uma estratégia de SEO, mas também é importante para a estética do conteúdo.

Essa tag funciona como uma marcação para o Google, indicando quais os temas abordados no conteúdo do site e a hierarquia das informações.

Como o robô do Google lê códigos, fica mais fácil indicar a ele quais as prioridades e temas de um conteúdo. As heading tags são separadas em: h1, h2, h3, h4, h5 e h6.

A tag h1 é usada uma única vez no conteúdo, pois sinaliza o título do conteúdo.

A tag h2 é subtítulo, isto é, trechos do conteúdo que pormenorizam a temática abordada naquele trecho, ajudando o Google a compreender do que o conteúdo trata e qual a sua relevância.

A lógica é que, conforme as informações vão se afunilando, a numeração das tags vai aumentando — vale lembrar que do h4 em diante a função é puramente estética.

É assim que o Google consegue identificar a hierarquia das informações do seu conteúdo.

Vejamos algumas boas práticas na utilização das heading tags:

  • focar no uso de h1, h2 e h3;
  • inserir a palavra-chave sempre no h1 e, quando possível, no h2;
  • trabalhar com apenas uma h1.

f) Como aparecer no Google usando imagens

O robô do mecanismo de busca do Google não "lê" imagens, mas usa seus próprios meios para a visualizar e contextualizá-la conforme o termo utilizado na pesquisa do usuário.

Para que uma imagem aparecer nos resultado de uma busca, o Google precisa ler a descrição da imagem. Por isso você precisa preencher o campo da descrição e falar o que aquela imagem está mostrando como fator de ranqueamento.

Entenda, a seguir, quais elementos textuais o Google avalia em uma imagem.

Nome do arquivo

Todo arquivo de imagem apresenta um nome. Geralmente, ele vem acompanhado do seu formato — .jpg, .png etc. A partir desse nome, o Google consegue identificar o conteúdo apresentado na imagem.

Sempre nomeie a imagem com um nome que indique o seu conteúdo.

Por exemplo, evite salvar imagens com nomes do tipo “12345.jpg” e priorize sempre nomenclaturas diretas. Separe as palavras com hifens e não esqueça de incluir a palavra-chave nela, “arara-azul.jpg”.

Texto alternativo (alt text)

É por meio dele que o Google consegue saber o conteúdo da imagem. O alto texto tem mais algumas utilidades como:

  • leitor de tela, que é um recurso de acessibilidade que permite a usuários com deficiência visual saber o que está sendo exibido a partir da reprodução sonora do alt text;
  • descrição em imagens quebradas, de modo que sempre que houver alguma falha no carregamento da página e uma imagem não puder ser exibida, o alt text é apresentado no lugar;
  • descrição das imagens nas buscas do Google.

Quando o assunto é SEO, muitos especialistas afirmam que o texto alternativo deve descrever a imagem, cujo foco é a apresentação para leitores de tela e as descrições de imagens quebradas.

Em contrapartida, há quem defenda que o mais indicado é que o texto alternativo seja somente a sua palavra-chave.

Para não haver erro, tente elaborar uma boa descrição conciliando as duas vertentes.

Contexto

Além de uma boa descrição, cada imagem precisa ser inserida em um local adequado, de preferência próxima do conteúdo ao qual se refere. Isso facilita a assimilação e garante uma melhor ornamentação da página, o que é bastante valorizado pelo usuário.

Além disso, evite imagens grandes. O peso pode prejudicar a experiência do usuário ao deixar o carregamento da página lento e com a ocorrência de erros de abertura.

g) Design e tempo: é importante ser bonito e rápido ao mesmo tempo

Por último, elementos visuais agradáveis e uma performance responsiva são atraentes para o Google e para quem vai navegar no site.

A principal preocupação do Google é oferecer resultados que garantam uma boa experiência do usuários durante a navegação;

Variáveis como velocidade de carregamento da página e tempo médio de navegação são levados em consideração durante o ranqueamento de uma pesquisa. 

Ter um grande volume de buscas e relevância não são suficientes. Além desses dois fatores você precisa ter um site responsivo, que apresente um conteúdo de qualidade, que se adapte aos dispositivos móveis e que atenda às expectativas de quem está acessando.

Esses são pontos cruciais para a criação de um site otimizado. O consumidor está cada dia mais exigente e a Internet tem se tornado um terreno fértil para experimentar todos os tipos de artifícios para manter a sua atenção.

Logo, é preciso estabelecer um padrão mais elevado de usabilidade ao priorizar um design atraente das páginas e oferecer uma boa experiência do usuário (UX).

experiência do usuário

3 - Crie conteúdos incríveis e feche parcerias com autoridades digitais

Todas as estratégias de SEO que citamos logo acima só vão funcionar se você criar um conteúdo relevante para o seu público.

Lembre-se que um conteúdo de qualidade é um amigo fiel do Google e dos seus clientes.

O que é um conteúdo de qualidade?

O Google avalia a qualidade do conteúdo do seu site de diversas formas. Desde as questões gramaticais (sim, o Google conhece e muito bem a gramática), o tamanho do seu conteúdo e relevância das informações — tudo é considerado nesse momento.

É essencial adotar boas práticas na hora de produzir um material para conquistar novos clientes, e o Google também. Confira algumas dicas que você pode colocar em prática:

  • use informações atualizadas e mantenha o conteúdo sempre atualizado;
  • tenha uma boa escrita — o que inclui coerência, coesão e gramática;
  • ofereça a solução para um problema do seu cliente — com aproveitamento do espaço para solucionar uma demanda do leitor, já que isso reforça a confiança e aumenta a credibilidade da página;
  • não tenha medo de incluir referências na hora de produzir;
  • organize suas informações de um jeito estratégico, de forma que a leitura do conteúdo seja mais dinâmico — isso é conhecido como escaneabilidade;
  • emprego da linguagem correta — formal, informal, popular, acessível, moderna, elegante, séria, tradicional, jovem ou despojada.

Qual o tamanho ideal do conteúdo?

Em regra, conteúdos mais extensos tendem a ser mais informativos, dada a quantidade de palavras que apresentam.

Por essa razão, eles têm prevalência nas pesquisas e acabam ocupando os primeiros lugares na lista de resultados.

Esse fato ocorre porque o mecanismo de busca é programado para apresentar os conteúdos mais completos e esclarecedores para o usuário — a ideia é mostrar os sites em que o usuário terá maior probabilidade de encontrar soluções para a sua dúvida.

Mas isso não significa que você precisa criar conteúdos com mais de 3 mil palavras todas as vezes. Produza conteúdos com no mínimo 300 palavras, menos que isso não é bom.

Saiba quem é seu público para produzir um conteúdo de performance. Não tem como escrever para uma pessoa que você não conhece.

Pense nisso!

Conclusão sobre como aparecer no Google

Não existe segredo. Para ser bem-sucedido na hora de aparecer no Google você precisa pensar no usuário.

A partir dessa filosofia, você estabelece pequenas mudanças no seu site que farão uma grandes diferenças.

Cada um dos itens citados neste conteúdo pode contribuir para a consolidação da sua presença on-line e colocá-lo à frente de muitos concorrentes.

Lembre-se que se preocupar em como aparecer no Google é se preocupar com sua marca.

Ao solucionar as demandas do seu público com uma página agradável, relevante, rápida e responsiva você vai aumentar as chances de aparecer nas primeiras posições do Google e de ser encontrado por seus clientes.

 

Se você gostou da explicação, dos passos e das dicas que foram dadas sobre como aparecer no Google, e precisa de ajuda pode falar conosco.

Então acompanhe nosso trabalho nas redes sociais e confira muitos outros conteúdos exclusivos: estamos no Facebook, no LinkedIn, no Instagram ou no YouTube!

E aí, gostou do nosso artigo sobre como aparecer no Google? Aproveite para conferir outros posts como esse em nosso blog. Compartilhe também com seus amigos em suas redes sociais preferidas!

e aí, GOSTOU? COMPARTILHE!

vamos CONVERSAR?

Você tem uma ideia que precisa tirar do papel?