Criar um Ecommerce do Zero

Criando um Ecommerce do Zero em 6 etapas

Blog   ·  Criado em 07/07/2020   ·   Atualizado em 14/04/2021   · ​ 21 minutos

Criar um Ecommerce do Zero

Uma das melhores oportunidades de ingressar no mundo do empreendedorismo (aprenda tudo sobre empreendedorismo) hoje é através da internet. Só aqui no Brasil, segundo os números para 2021 da Ebit e Nielsen terá um acréscimo de 16% no número de pedidos, previsto para 225 milhões, e um aumento do ticket médio de 9%, sinal que aprender como montar um ecommerce do jeito certo poderá ser um bom négocio.

Neste momento, o ambiente eletrônico está propício para quem quer começar um Ecommerce do Zero, basta apenas criar ecommerce, mas você precisa sim saber como criar um ecommerce de alta performance. 

Neste texto, vamos ensinar como criar o seu próprio Ecommerce do Zero em 6 etapas. Incrível, né? Mas, antes, vamos entender mais como está o cenário do Ecommerce hoje e porque criar ecommerce pode ser tão vantajoso.

Ecommerce do Zero

Panorama do Mercado Ecommerce

Se você está procurando entender como montar um ecommerce do zero, para alcançar as melhores oportunidades de como tirar a sua ideia de negócio do papel e colocar em prática, o Ecommerce sem dúvida é um dos melhores lugares. 

Além de ser um ambiente favorável aos compradores por sua agilidade e praticidade para concluir uma compra, também é o mercado que mais cresce neste momento.

Só uma dica, criar ecommerce requer foco e dedicação como outro negócio seja físico ou digital.

O relatório feito pelo Ecommerce Brasil mostra que em 2020, o faturamento total do Ecommerce chegou a 41,92 bilhões de reais, e teve a maior alta em 20 anos. Dados comparados com base em períodos equivalentes de anos anteriores.

Observando o panorama MUNDIAL, em uma análise rápida o Ecommerce teve uma ascensão de quase 74% nas vendas durante o ano de 2020.

Mas para conseguir resultados reais no Ecommerce, não basta simplesmente colocar um produto para vender online, se você está pensando nisso é hora de repensar como começar um ecommerce. Você precisa de estratégias, foco, dedicação e até resiliência (aprenda sobre o que é resiliência).

Então trouxemos o passo a passo de como começar um Ecommerce do Zero, baseado no nosso Checklist gratuito que você pode adquirir clicando aqui

Leia com atenção e depois use o Checklist para tirar a ideia de negócio do papel e começar a estruturá-lo de verdade. 

Como Começar um Ecommerce do Zero

1- Faça um Planejamento

Primeiro passo para criar ecommerce: crie um planejamento para o seu negócio. Esse é um planejamento simples e totalmente focado no Ecommerce.

A ideia é que você consiga fazer isso em pouco tempo e não perca semanas elaborando um plano detalhado. Não há necessidade disso nesse momento. 

No seu plano de ação, você vai trabalhar com cinco pilares básicos: Produto, Persona, Fornecedores, Entrega e Canais de Captação. Aproveite para saber quanto custa uma loja virtual.

Planejamento de como criar um ecommerce do zero

Produto

A primeira lição de como começar um ecommerce, é definir o produto perfeito para vender na internet. Geralmente, as pessoas já têm uma ideia do que querem vender. Mas, se você ainda não sabe, vamos te ajudar com algumas dicas: 

  • Escolha um produto ligado aos seus hobbies, seus gostos.

  • Pesquise por tendências do mercado de Ecommerce: Uma boa ferramenta para isso é Google Trends. Procure pelos produtos mais buscados na internet e veja qual faz mais sentido para você;

  • Encontre um micro nicho: Ao segmentar o produto, você consegue conectar-se com o público certo, com alto potencial de compra. Procure os micro nichos que estão em alta. Ex: Micro nicho de esportes: camisas de time, itens de academia, roupas para malhar… 

  • Você pode fazer uma pesquisa rápida utilizando o Google Forms para seus amigos e familiares, já é um primeiro começo.

Persona

Agora que você já aprender como começar um ecommerce, definindo seu(s) produto, é hora de entender para quem você irá oferecer e vender.

A buyer persona do Ecommerce é uma representação mais elaborada do seu público-alvo, com características mais específicas do seu cliente.

No momento da construção da persona, você deve prestar atenção em detalhes como as dores, os valores, os princípios, desejos dos seus consumidores.

Desta forma, ao encontrar respostas para todas essas informações em comum, você consegue criar um personagem que representa o seu cliente ideal. Aquele que você quer atingir. 

A partir disso, você terá dados o suficiente para construir uma melhor comunicação, mostrando como o seu produto pode ajudar essa pessoa.

Mas não se preocupe, criar uma persona demanda meses e até anos coletando informações corretas dos seus clientes, mas vale a pena iniciar, mesmo que você ainda esteja aprendendo como fazer um e-commerce do zero.

Fornecedores 

Você precisa de, pelo menos, 3 opções de fornecedores no seu radar. 

Não recomendamos que confie em apenas um fornecedor. Pode acontecer de ele ter algum imprevisto e não conseguir entregar os produtos no momento certo, te deixando sem estoque. 

Para encontrar fornecedores você pode fazer uma pesquisa no Google, procurar em comunidades no Facebook, em Marketplaces, redes sociais, buscando o fornecedor dos seus concorrentes

Faça uma pesquisa boa antes de decidir. Compare preços, converse com responsáveis para contratar um fornecedor confiável com o melhor serviço.

Dica de outro para quem está aprendendo como criar um ecommerce do zero

Se for possível pense em ter sua própria fabricação, um produto que as pessoas só vão encontrar no seu ecommerce, isso faz muita diferença no longo prazo, fica a dica.

Entrega

Muitas pessoas que estão pesquisando sobre como criar um ecommerce do zero, esquecem de que após vender seus produtos, precisam entregar eles.

Pesquisar qual a melhor opção de entrega ajudará na composição de custos e evita surpresas, por exemplo, se você trabalha com um produto muito grande ou muito pesado os Correios não conseguiram te ajudar, pois eles tem regras de entregas bem particulares, aí você precisará buscar algumas transportadores. Acha que acabou, negativo.

Depois que você definiu com quem irá despachar seus produtos, ainda precisará verificar se a sua plataforma tem condições de fazer a integração com a tabela de custos de fretes, assim quando alguém comprar no seu ecommerce já ficará sabendo quanto pagará de frete.

Canais de Captação

Legal você aprender e colocou em prática como montar um ecommerce, tudo certo, mas você esqueceu de mandar pessoas para o seu ecommerce? Hummm problemão, você precisa definir quais os canais de captação você irá utilizar, por exemplo

Captação digital

Captação offline

  • outdoor
  • rádio
  • TV

Agora você estará mais preparado para entender como fazer um e-commerce do zero e ter sucesso.

2- Estrutura necessária para criar ecommerce do zero

Estrutura necessária para criar ecommerce do zero

Assim como no varejo tradicional, a sua loja online também precisa de uma estrutura para começar a funcionar com a base necessária. 

Só que, no Ecommerce, a estrutura é um pouco diferente… Não há um ponto físico, por exemplo. São outras questões de estrutura que você precisa resolver. Veja só:

Tenha uma empresa:

Legalizar o seu negócio é bem importante, e isso pode até ser através do MEI (Microempreendedor Individual), que é a melhor maneira em termos de praticidade e economia. De casa, você consegue fazer o seu cadastro como MEI. É com ele que você adquire o número do seu CNPJ para gerar notas e formalizar o seu Ecommerce.

Vai criar ecommerce, faça da maneira certa. 

Defina o nome da Marca

A definição de um nome para o seu ecommerce também é um ponto que requer atenção e bastante empenho. Afinal, tem que ser algo atrativo, que engaje o potencial cliente e que seja ainda fácil de gravar! Para ajudar você nessa missão, que tal utilizar um Gerador de Nomes?

Esse nome precisa ser simples, objetivo e original. Nada de nomes mirabolantes que não sejam de fácil memorização.

A ideia é que você não fique na linha do “mais do mesmo”, mas também não passe dos limites e crie um nome que não tenha relação alguma com o seu produto/nicho. 

O ideal é que as pessoas, ao lerem o nome da sua marca, consigam associar ao seu produto logo de cara. 

Confira como uma agencia especializada em branding pode ajudar com a gestão da marca.

Domínio (ou url do site): 

Não é necessário que você tenha um site para começar a vender, mas já garanta a URL do ecommerce com o nome da sua empresa. Isso será importante para que ninguém crie um website usando o nome da sua loja virtual.

Para ter um domínio, você pode comprar em um dos diversos fornecedores de domínio, como a High Sales, especializada na criação de sites.

Uma dica: até esse momento, não se apegue ao nome da sua marca, só depois que conseguir registrar dominio com ele. Se for o caso de já existir o mesmo, procure por outro nome. 

Redes sociais 

Para gerar audiência e alcançar pessoas com potencial de compra, é necessário criar contas comerciais nas redes sociais onde sua audiência está, especialmente Facebook e Instagram, que são as maiores do país. 

Através dessas plataformas e com muita produção de conteúdo, você vai conseguir fazer a divulgação de loja virtual

Canais de venda

Criar uma loja virtual profissional é sempre uma excelente opção como seu canal de vendas, porém você poderá fortalecer sua estratégia inicial utilizando também seus cadastro em um dos principais marketplaces do mercado. É nesse espaço que você poderá fazer a validação do seu negócio, conseguindo as primeiras vendas e alcançando os primeiros clientes. 

Essas plataformas funcionam como grandes shoppings virtuais que possuem milhares de clientes preparados para fazer muitas compras. 

Aqui no Brasil, os mais famosos são: Mercado Livre, Americanas.com, Magazine Luiza, Amazon, entre outros.

Escolha o que mais tenha relação com o seu público e produto. Você também pode optar pela Gestão de Trafego direto, que é anunciar no Google Rede de Pesquisa ou Google Shopping, ou nas Redes Sociais como Facebook e Instagram, tudo isso parece ser muita coisa, mas é necessário.

Precisa de ajuda criação de loja virtual?

3- Crie a sua própria Audiência

Como montar um ecommerce com audiência

Os canais de audiência vão te ajudar a criar autoridade para seu Ecommerce, credibilidade, gerar confiança e engajar mais clientes para o seu negócio.

Esses canais são as redes sociais e é por meio delas que você vai criar conteúdos relevantes para o público, engajando-os com os valores da sua marca e os produtos.

Seguindo o exemplo de um Ecommerce de itens esportivos: agora é a hora de atrair pessoas para a sua loja através dos canais de comunicação. 

Ou seja, é o momento de criar conteúdo de valor que tenham relação com o universo do esporte. 

Você pode criar vídeos mostrando a funcionalidade do seu produto, fotos evidenciando as qualidades do produto, desafios que tenham relação com esporte, por exemplo. 

Lembre-se, se for fazer faça bem feito.

4- Atendimento de qualidade

Aqui, vamos cuidar de toda parte do atendimento ao cliente, afinal um cliente satisfeito vale muito, e essa etapa é fundamental na jornada de compra.

Você precisa garantir que o seu cliente finalize a compra totalmente satisfeito com a experiência que teve no seu Ecommerce. Esse é um desafio e tanto, mas nada que não esteja no seu alcance. 

Portanto, atender muito bem o seu cliente ajuda a converter mais. Além disso, essa etapa é importante para esclarecer as dúvidas e questionamentos que o seu consumidor pode ter antes, durante ou depois da compra.

Independente do canal que o cliente enviou a pergunta, seja redes sociais, marketplaces, e-mail… Responda ele o quanto antes. 

É essencial que você faça isso sempre o mais rápido possível e ajude de verdade o cliente, de modo que o conduza a concluir a compra.

É importante você perguntar aos clientes onde eles desejam ser atendidos, e você implementar um atendimento no canal escolhido por eles.

5- Vendas e Validação

Melhor parte: pôr tudo isso em prática e finalmente ver o seu negócio funcionando! 

Realizando as primeiras vendas de forma consecutiva e aumentando o volume de pelo menos 1 a 2 produtos por dia durante 1 mês, você tem um negócio validado. 

6- Impulsão 

Ainda não acabou, temos a etapa de Impulsão do seu Ecommerce para torná-lo escalável. Precisamos pensar no futuro e nos próximos passos, certo? 

Nessa fase, você vai impulsionar as vendas por meio de anúncios nos Marketplaces, redes sociais e Google (confira mais sobre consultoria Google Ads).

O lado bom é que anunciar na internet requer um investimento menor em comparação as medias tradicionais. Com pouco, é possível impulsionar uma publicação. 

É assim que você vai alcançar um número muito maior de pessoas para expandir ainda mais a sua audiência, gerando tráfego para o seu Ecommerce e o melhor de tudo: mais vendas! 

Não se esqueça de baixar o Checklist gratuito para ter acesso a mais informações sobre os passos que listamos no artigo (clique aqui para baixar agora mesmo).  

E se você gostou deste guia rápido sobre como criar um Ecommerce do Zero, com certeza vai curtir mais dos nossos conteúdos gratuitos.

No Ecommerce na Prática, podem ajudar a conquistar os objetivos do Ecommerce, pois é uma escola referência em Ecommerce e já apoiou a criação de crescimento de mais de 14 mil negócios online pelo Brasil. Todos os conteúdos e treinamentos, você vai encontrar um vasto material que está ajudando muitos brasileiros a criarem e alavancarem o próprio Ecommerce. 

*Este artigo foi escrito pela equipe Ecommerce na Prática.

e aí, GOSTOU? COMPARTILHE!

vamos CONVERSAR?

Você tem uma ideia que precisa tirar do papel?