Marketing Viral
Como fazer

Marketing Viral

na Internet

Blog   ·  Criado em 18/02/2020   ·   Atualizado em 18/02/2020   · ​ 13 minutos

Marketing Viral

Como usuários da web, somos diariamente bombardeados pelo marketing viral, mesmo sem perceber.

Seja por meio de um novo vídeo, um conteúdo em um blog, uma postagem nas redes sociais. Essas notícias se espalham na velocidade da luz. 

Mas você já parou para se perguntar o que são esses fenômenos?

De antemão podemos afirmar que esses conteúdos são um "produto viral" ou uma "publicidade viral", uma "campanha viral" ou o que muitos gostam de chamar: sorte. 

Como um profissional que está no mundo digital, saiba que essa "sorte" das empresas foram pensadas, planejadas, projetadas e executadas minimamente para alcançar o sucesso. 

Ok. Um pouco de sorte é necessário, mas para ela funcionar você precisa de criatividade e preparação. 

Vamos te explicar como o que de fato é o marketing viral, como fazer um marketing viral e as suas vantagens.

O que é Marketing Viral?

O marketing viral é capaz de gerar interesses e potenciais vendas de um serviço ou produto por meio de uma mensagem que se espalha como um vírus, ou seja, é passada rapidamente de pessoa para pessoa.

A proposta de um viral é que os próprios usuários decidam compartilhar o conteúdo espontaneamente.

Por causa da velocidade e facilidade de compartilhamento, as redes sociais são o habitat natural desse tipo de marketing.

Exemplos claros de virais são os vídeos emotivos, surpreendentes, engraçados ou exclusivos compartilhados no YouTube, no Facebook, Twitter, TikTok e outros canais.

A viralidade (algo muito compartilhado, com um alcance gigantesco; algo que muitas pessoas falam sobre) pode ser uma faca de dois gumes. Você não pode esquecer que esse tipo de estratégia, em sua maioria, depende dos usuários e existe o risco da mensagem ser mal interpretada ou até mesmo copiada e parodiada.

Por outro lado, uma marca que consegue viralizar na internet pode alcançar o sucesso e ter uma performance incrível de vendas.

Como funciona uma campanha viral

Na teoria, uma campanha de marketing viral é bem simples de fazer. 

Você cria um vídeo, ou qualquer outro tipo de conteúdo, atraente para o seu público, publica na internet e o promove.

A partir desse momento, tudo que você pode fazer é esperar os usuários descobrirem seu conteúdo e o compartilharem loucamente.

Existem casos em que um conteúdo viraliza por acaso. Por exemplo, quando um vídeo é enviado por um usuário em particular (ou os famosos influencers) e de repente, o vídeo se torna popular e começa a circular por toda a internet e aplicativos de mensagem.

Quando você quer viralizar um conteúdo, pode escolher entre duas formas de propagação: uma "campanha visível" ou uma "campanha oculta".

No primeiro caso o usuário sabe que está compartilhando uma publicidade ou um conteúdo de uma marca. Já o segundo caso a participação da marca é oculta e só revelada depois.

Quando você opta pela segunda opção precisa cuidar para que o usuário não se sinta enganado e o "feitiço pode virar contra o feiticeiro".

Estratégias de marketing viral

1. Decida por uma emoção

Você quer que sua ação evoque humor? Alegria? Emoção?

Geralmente, marketing viral é feito para trazer sentimentos positivos, mas em alguns (poucos) casos, ele pode servir como alerta.

ONGs usam esse método para avisar a população sobre causas e situações que precisam de atenção, e nem sempre isso é feito de maneira muito feliz.

Mas, no geral, as melhores emoções são as mais “pra cima”.

Você só precisa escolher primeiro, e trabalhar ao redor dela depois.

2. Trabalhe com o que está em pauta

Grande parte do conteúdo que é altamente compartilhado na internet tem a ver com assuntos que, por si só, já são virais.

Se, por exemplo, o término de relacionamento de um casal famoso está bombando nas redes sociais, você pode tentar fazer uma peça que remeta a isso – se, claro, tiver alguma maneira de ligar a ação ao seu produto ou serviço.

Só não esqueça de que, para fazer isso, você precisa trabalhar muito rápido!

Os assuntos em alta na internet mudam toda hora, e chegar tarde demais para a festa não vai adiantar muito.

3. Faça uma campanha multimídia

Algumas empresas preferem que o marketing viral seja focado em uma única mídia - na maioria das vezes, um vídeo.

Ainda assim, não é indesejável que uma campanha seja multimídia.

Você pode produzir uma peça principal, como o vídeo, e usar imagens e textos como apoio, por exemplo.

4. Pense fora da caixa

Não precisa se ater aos exemplos que você já conhece.

É claro que é muito bom observar o sucesso alheio para se inspirar, mas se você tiver uma ideia que considera genial e que não viu dando certo antes, não fique com medo de tentar.

Muito do marketing viral (e do marketing no geral) é tentativa e erro.

Campanhas físicas, por exemplo, são bem mais complicadas, mas podem dar certo também!

7 cuidados ao fazer marketing viral

1. Esclareça os objetivos

O marketing viral pode se tratar de uma ação publicitária que chame atenção para um produto ou para a empresa, mas também pode ter como objetivo a fidelização, ou a geração de novos consumidores.

Apesar de estarmos acostumado com a ideia de viral, na internet, ser sempre algo relacionado ao humor, isso não é uma regra.

O marketing viral no seu caso pode não ser um meme, mas uma chamada para as pessoas adquirirem um serviço, por exemplo.

Por isso, é importantíssimo que você defina o objetivo antes de dar qualquer passo.

2. Atenda às expectativas

Quando o cliente chegar, vindo de uma ação de marketing, para negociar com a empresa, ele espera ver o que lhe foi prometido anteriormente.

Ou seja, é vital que você ofereça os produtos ou serviços como eles foram divulgados, e na mesma qualidade.

3. Simplifique

O marketing viral, para funcionar, deve ser simples de compartilhar.

Você não vê muitos formulários ou vídeos de meia hora viralizando facilmente, porque não é algo que muitas pessoas terão a paciência ou o tempo de experimentar.

Já vídeos curtos, imagens e até ações interativas simples, conseguem prender a atenção e serem repassados.

4. Aproveite os canais de divulgação

O foco deste tipo de ação, atualmente, é a internet.

O YouTube é um dos favoritos, mas o Facebook, o Twitter e o Instagram também entram nessa disputa.

De preferência, esteja presente em todos eles.

Algumas empresas também usam o WhatsApp, que é uma opção viável, mas costuma ser vista com menos profissionalidade no caso do marketing viral.

Ainda assim, é uma ferramenta útil para comunicação direta com o público, então é mais uma questão de avaliar se, no seu caso, o WhatsApp se encaixa.

5. Seja criativo

Parece óbvio, mas é claro que a criatividade é um fator fundamental.

As pessoas precisam ver algo inesperado e fora do comum para que sintam vontade de compartilhar com os amigos.

Mas preste atenção: nem toda criatividade é boa.

Se tornar viral negativamente só vai atrapalhar a imagem da empresa, e este é o objetivo oposto!

6. Seja natural

Você pode até estar fazendo uma propaganda específica de um produto, mas a peça em si deve fluir de forma natural.

Na verdade, é até melhor se o público não souber que é uma propaganda por algum tempo.

O conteúdo é o que vai atrair e prender a atenção, não o produto necessariamente.

7. Entenda as probabilidades

Apesar de tudo, não dá para saber o que vai ou não se tornar viral.

A internet parece seguir algumas normas, mas ela ainda é extremamente volátil.

Se você conquistar o público, ótimo: veja o que deu certo e continue fazendo isso.

Se não, tudo bem!

Você pode tentar de novo, corrigindo os pontos que provavelmente deram errado.

Vantagens do marketing viral

- Baixo custo. A principal vantagem do marketing viral é que são os próprios usuários que fazem uma parte significativa do trabalho de compartilhamento da marca. Isso reduz drasticamente os custos de divulgação. Não é necessário investir em espaços publicitários ou de mídia. 

- Possibilidade de grande alcance. Um conteúdo que viraliza na Internet tem a capacidade de atingir um grande público internacional sem precisar investir muito dinheiro ou fazer um esforço muito grande. Por causa disso pequenas empresas ou até mesmo personalidades podem se tornar um grande viral.

- Não é invasivo. No marketing viral o usuário das redes sociais é quem decide se compartilha ou não o conteúdo. Isso diminui a possibilidade da marca ser invasiva. Dessa forma a percepção da marca e a interação são melhores, quando comparados com as formas mais clássicas de publicidade.

- Fortalece a marca. Se você cria campanha criativas, abrimos espaço para que os usuários decidam compartilhar ou não o conteúdo. Isso significa criar uma conexão poderosa quando se trata de branding e conscientização.

Viralize seu conteúdo!

Gostou de descobrir como o marketing viral funciona?

Se você quiser tentar criar uma peça ou ação publicitária com a intenção de viralizá-la, siga as nossas dicas e boa sorte!

Se quiser, ainda, ter mais ideias de outras formas de marketing que podem funcionar, confira nossa seção sobre o assunto.

Então, inspire-se, aproveite nossas dicas e cause o impacto que você quer ver no mundo digital!

 

Se você precisar de ajuda para implementar uma estrutura de marketing digital, ou simplesmente se desejar fazer o seu negócio crescer, fique à vontade para falar conosco.

e aí, GOSTOU? COMPARTILHE!

vamos CONVERSAR?

Você tem uma ideia que precisa tirar do papel?