curso de vendas
Mailing list

Mailing List: como criar uma lista de email validos

Blog   ·  Criado em 05/03/2020   ·   Atualizado em 19/08/2021   · ​ 25 minutos

Mailing list

Com o fácil acesso à internet por meio dos dispositivos móveis, como os smartphones, muitas pessoas passaram a usar o seu e-mail diariamente.

Essa se tornou a oportunidade para que empresários voltassem a criar mailing e os usar como uma ferramenta para vender mais e engajar o seu negócio.

Sem dúvidas, não demorou muito para que as empresas vissem nesse cenário uma chance de promover seu negócio e trabalhar seu branding como uma ótima forma de investimento.

Essa é uma valiosa estratégia de marketing digital, e que vem ganhando cada vez mais força no mundo virtual. Por meio dela, a equipe de marketing consegue ter acesso a informações de clientes e potenciais clientes (prospects), aumentando (e muito) suas chances de gerar oportunidades e vendas.

Tudo isso graças ao envio de mensagens estratégicas aos e-mails de cada um dos usuários — buscando, assim, um contato mais direto e fiel com o seu público-alvo.

É muito importante frisar que os e-mails são fundamentais para o marketing de performance, uma vez que o seu objetivo é aumentar diretamente as vendas de um negócio e melhorar sua performance.

Então, quer entender melhor como isso é possível? Neste post vamos entender como funciona a mailing list e apresentar algumas dicas para ajudar sua empresa nesse sentido. Continue lendo e entenda o processo!

O que é mailing list?

A expansão do ambiente virtual em que estamos inseridos fez com que grande parte dos consumidores e prospects migrassem para a internet. Portanto, o principal objetivo do mailing list é aproveitar esse espaço para conquistar a confiança dos consumidores e aumentar as chances de vendas de um produto ou serviço.

Mailing list nada mais é que um banco de dados que reúne informações pessoais de clientes e prospects, como nome, e-mail, idade etc.

Você consegue essas informações quando um prospect preenche um formulário em seu blog, landing page ou depois de clicar em um banner disponibilizado em pontos estratégicos do seu site.

Essa lista de assinantes, ou mailing, armazenam os dados dos usuários, como nomes e sobrenomes, e-mails, aniversário, cidade e outras informações que você definir como relevante para o seu time de vendas fechar negócio.

Muitas empresas preferem o feijão com o arroz, por isso armazenam apenas nome e e-mail.

Todos os dados ficam armazenados em um banco de dados gerenciáveis e que podem ser separados em grupos.

A partir disso, as empresas conseguem implementar diversas ações estratégicas, como o disparo de e-mails pré-definidos para construir um relacionamento duradouro entre as empresas e os consumidores destinatários daquela mensagem eletrônica.

Para realmente conquistar resultados positivos e gerar valor para o seu negócio, é necessário implementar uma gestão de mailing list eficaz, preparando a equipe de marketing para a produção de campanhas de e-mail marketing e de fluxos de nutrição.

Deu para entender o que é mailing? Se precisar de ajuda com seu mailing list, pode falar diretamente conosco pelo WhatsApp. Caso precise entender o que é mailing marketing ou outros exemplos de mailing também pode nos contatar.

O que é mailing marketing?

O que é mailing marketing?

Basicamente, o mailing marketing é a utilização do mailing focado em estratégias de marketing digital.

Diferente do que as pessoas imaginam, entender o que é mailing marketing e como criar mailing marketing é fundamental para impulsionar sua empresa, pois, estratégias de marketing baseadas em e-mail marketing funcionam e muito atualmente.

Para ter uma ideia do nível de tecnologia que podemos utilizar o mailing de clientes, nossa solução de mailing marketing da High Sales faz uso de otimização do tempo de envio (Send Time Optimization (STO), vamos explicar melhor:

Como funciona o STO para o mailing marketing?

A Otimização do tempo de envio (STO) encontra automaticamente qual o melhor tempo de envio para cada lead do seu mailing, no momento em que é mais provável que eles se envolvam com o seu e-mail marketing.

Com o STO, suas mensagens de e-mail são entregues no momento exato em que os destinatários estão visualizando suas caixas de entrada, deixando suas mensagens na mente do consumidor.

As campanhas enviadas com o STO tiveram um desempenho melhor do que aquelas sem o STO, e o melhor, funcionam com todas as soluções de e-mail.

Acredite, com essa tecnologia de mailing marketing os usuários tiveram um aumento de 5 a 10% nas aberturas e cliques de e-mails.

Continue a leitura para entender como criar e gerenciar mailing de clientes, acompanhe!

O que significa mailing?

Já explicamos o que é mailing e agora, vamos falar sobre o que significa mailing.

Na tradução livre para o português, “mailing” significa enviando. Mas, para o mundo do marketing, mailing significa a ação ou processo de enviar algum tipo de e-mail para um público-alvo.

O termo mailing list, na tradução literal, significa “lista de endereços”, ou “lista de e-mails” — uma ferramenta estratégia de marketing.

Conseguiu entender melhor o que significa mailing?

O que é a gestão de mailing list?

Criar um mailing list vai muito além de capturar emails de clientes, você precisa saber gerir essa lista de email validos e aproveitar todos os negócios que ela tem a oferecer.

Ter os contatos e informações-chave dos clientes é algo valiosíssimo em qualquer campanha de e-mail marketing. Essa lista pode conter grandes oportunidades de negócios futuros — justamente por isso, merece atenção especial.

Nesse sentido, a gestão de e-mail é nada menos do que o segredo para melhorar o índice de produtividade das campanhas de marketing, fazendo com que elas estejam aptas a alcançar uma performance maior. E o motivo disso é fácil de perceber.

Pense em quantos profissionais recebem uma enxurrada de e-mails supérfluos, irrelevantes e confusos todos os dias. No meio disso tudo, obviamente, é muito fácil se perder, sem saber quais são as suas prioridades e a quem se deve responder primeiro, certo?

Para contornar essa situação, o gerenciamento do mailing list permite a otimização do trabalho e do tempo dos profissionais, garantindo o sucesso das campanhas de marketing.

Mailing list de performance: como fazer uma lista de email validos?

como fazer um mailing list

Existem várias ferramentas para você conseguir criar seu próprio mailing list.

Saber como fazer um mailing list de forma integrada com seu Sistema CRM para um melhor aproveitamento dessa estratégia, é fundamental para o seu negócio.

Todos os prospects que preencherem os formulários disponibilizado em vários formatos em todo o website, caem direto no mailing list e são nutridos conforme a estratégia das empresas que as usam. Ou seja, podem ser personalizados para finalidades e objetivos específicos.

Para criar a seu próprio mailing list é muito simples, você precisa apenas aproveitar as oportunidades em seu website. Quer aprender como criar um site?

Em primeiro lugar, faça um estudo, junto a sua equipe de marketing, quais são os lugares mais estratégicos para incluir banners e formulários.

Esses espaços devem ser usados para conseguir as informações do seu prospect enquanto eles navegam em seu site, blog ou até mesmo numa loja virtual.

Mas saiba que a melhor forma de conseguir as informações que deseja, é oferecendo algo em troca.

Por exemplo, você pode incluir um campo de "Newsletter" em algum lugar do seu blog e oferecer a oportunidade dos leitores receberem alertas de e-mails sempre que um novo conteúdo for publicado.

Outra forma de nutrir seu mailing list é oferecer ebooks ou infográficos relevantes, que podem ser úteis no dia a dia dos leitores.

Inclua em seu website botões que levam a formulários, ofereça assistência, uma conversa e até mesmo uma ajuda. Você vai ver como as pessoas vão compartilhar suas informações sem pensar duas vezes. E com isso sua lista de email ficará cada vez maior.

Como realizar uma boa gestão do mailing list?

Gestão do Mailing

1. Fazer uma higienização periódica na base de e-mails

Organizar e higienizar são verbos que se encaixam perfeitamente no modelo de e-mail marketing. Isso porque os contatos e informações dos usuários devem ser mantidos sempre em ordem e atualizadas regularmente.

Além disso, contatos antigos ou que já não agregam valor ao seu negócio devem ser excluídos, dando lugar a novos, mais qualificados.

Essa prática evita o acúmulo de elementos desnecessários ou incorretos, bem como informações repetidas, capazes de comprometer o armazenamento de dados do sistema e atrapalhar a identificação das informações que, realmente, são valiosas.

Outra vantagem dessa organização é a redução de gastos desnecessários com ações que sequer vão chegar ao público — ou, então, que até chegam, mas não no público-alvo, gerando nenhum retorno financeiro para a empresa.

Não tenha medo de excluir aqueles contatos que não se encaixam com o seu público. Mas tenha certeza de que aquele contato pode ser trabalhado e, no futuro, fechar negócio.

Lembre-se que algumas pessoas precisam ser mais trabalhadas do que outras e você deve ter paciência.

2. Segmentar e qualificar os leads

Um bom mailing list precisa ser segmentado. Isso significa ser dividido conforme os objetivos do negócio, os interesses específicos dos clientes e prospects, como suas linhas de produtos preferidos, região, idade etc.

Essa segmentação deve ser feita com uma ferramenta de disparos eficiente. Assim, os leads são separados levando-se em consideração a campanha de marketing e o que é interessante para aquele público. Em outras palavras, a lista foca no comportamento do cliente — e utiliza esse resultado ao seu favor.

Esse processo de segmentação de leads pode ser automatizado, porém, é muito importante conferir manualmente para qualificar cada um dos contatos e eliminar aqueles que não são relevantes para as vendas.

3. Definir um sistema de pontuação de leads para avançá-los no funil

Com os dados e resultados do mailing list, é construído um gráfico a partir da reunião de todas as informações importantes — tais como número de campanhas, mensagens enviadas, aberturas, cliques, conversões, representatividade, índice ROI etc. — em um relatório completo.

A partir daí, é desenvolvida uma pontuação dos leads, de forma a incentivá-los da melhor maneira a avançar no funil de vendas do seu negócio. A adoção de uma base de contatos engajados, por exemplo, permite à empresa montar campanhas melhores de fidelidade.

Existem leads que permanecem mais tempo, por exemplo, na primeira etapa do funil de vendas, enquanto outros conseguem deslizar para as próximas com mais facilidade pois sabem o que querem.

4. Trabalhar com campanhas de e-mail marketing

Elaborar uma campanha de e-mail marketing requer um plano de ação, o que estabelecerá uma série de fatores essenciais ao sucesso da estratégia, como:

  • o segmento específico do destinatário (persona);
  • a frequência das mensagens a serem enviadas;
  • o conteúdo do e-mail;
  • o objetivo e a ação que deve ser realizada pelos clientes;
  • a programação ou calendário para que novos e-mails sejam enviados.

Dessa forma, cada formato de conteúdo deve ser enviado para uma persona determinada, na ocasião certa e com um objetivo certo — como avisar sobre as atualizações no site, disponibilizar um e-book, vender um produto ou serviço etc.

Para alcançar grandes performances com suas campanhas de e-mail marketing, precisa trabalhar com o seu público, conhecê-lo e oferecer aquilo que eles de fato querem.

Seu objetivo é vender mais? Então não pode permanecer na zona de conforto e trabalhar com campanhas genéricas.

5. Tomar medidas de precaução

Finalmente, também é muito importante adotar medidas para prevenir a perda de valor dos seus contatos. E, para isso, as métricas devem ser acompanhadas de perto. Elas são essenciais no diagnóstico e na análise de problemas — além de indicar as soluções possíveis.

Existem diversos índices que podem ser monitorados por métricas, como:

  • taxa de crescimento da lista;
  • taxa de inativação de e-mails que não interagem ou não são mais ativos ou válidos;
  • taxa de cliques em proporção com as mensagens enviadas e entregues;
  • CTR — operação que informa o resultado da divisão entre o número de cliques e abertura.

Também podem ser adotados testes A/B, para aumentar a taxa de conversão e, ao mesmo tempo, evitar perdas. Esse sistema ajuda a analisar e estudar qual formato e conteúdo de e-mail têm maior aceitação e índices de abertura — identificando, assim, o modelo ideal para as suas estratégias de marketing.

Em suma, quanto mais otimizado e voltado para o interesse do público for o e-mail, mais ele será bem recebido, e maior é a possibilidade de ele conquistar novos clientes.

Por tudo isso que vimos aqui, a adoção do mailing list é essencial às campanhas que desejam sucesso. E, para isso, um fluxo de e-mail marketing consistente e eficiente é fundamental. Todo esse processo é necessário para que uma empresa conquiste leads qualificados e aumente a sua taxa de conversão, gerando resultados cada vez ainda melhores!

Status do assinante do mailing

Quando o assunto é organização do mailing ou lista de email validos, todas as estratégias são válidas. Você pode definir que a sua base seja dividida por status como:

Ativos

Esses são os usuários ativos da sua lista de e-mails, aqueles que confirmaram que desejam receber os e-mails marketing. Você deve enviar com frequência seu newsletter apenas para esses contatos para evitar qualquer tipo de desconforto com seus prospects.

Inativos

Usuários que não confirmaram que querem receber seus e-mails e, portanto, não são ativos (você pode reenviar o e-mail de confirmação para esses usuários).

Rejeitados

Este grupo mostra os e-mails que foram devolvidos pelos servidores de e-mail. Caso a indicação de rejeição seja "N/A", significa que não existe um motivo concreto para o e-mail marketing ter sido rejeitado.

Lista Negra (banidos)

Esta categoria você deve sempre usar quando precisar bloquear um e-mail. Ou seja, sempre que você quiser impedir que um determinado e-mail receba seus e-mails.

Excluídos

Os usuários que participam desta lista cancelaram sua inscrição no mailing por meio do link de cancelamento de inscrição enviado em todos os e-mails. Lembre-se de incluir um link de cancelamento de inscrição na lista de e-mail para evitar reclamações de spam.

Todos

Nesta opção você pode visualizar todos os contatos do seu mailing list, independente da categoria.

Lembre-se que você deve sempre mover e modificar os assinantes sempre que for preciso. Sua lista de contatos deve ser tratada como um organismo vivo, alimentada e cuidada para ser uma boa ferramenta de vendas por muito tempo.

Sempre ofereça algo valioso em troca das informações

Ninguém gosta de compartilhar suas informações com qualquer negócio. O motivo são as péssimas experiências com o recebimento de e-mails irrelevantes, que lotam as caixas de entrada, faz com que o caos se instaure e ninguém mais consegue encontrar os e-mails importantes.

Conhecer o seu público-alvo é o primeiro passo para conseguir montar uma lista de e-mail relevante, o próximo passo é oferecer a ele um incentivo para que compartilhem seus dados.

Existem muitas formas que você pode adotar para que as pessoas aceitem fazer parte do seu mailing list, escolher a melhor delas vai depender do que você está disposto a fazer para conseguir isso.

Existem duas formas irresistíveis para conseguir as informações de novos possíveis clientes são:

Ofereça um excelente conteúdo

Caso você tenha um blog ou invista em qualquer outra estratégia de marketing de conteúdo para atrair novos visitantes, lembre-se sempre que seu conteúdo deve ser de alta qualidade e relevante para o seu público.

No futuro, isso pode ser usado como moeda de troca para que as pessoas integrem sua lista de e-mail.

Quanto mais relevante e bem construído for o seu conteúdo, mais pessoas sentirão interesse em, por exemplo, receber notificações de novas publicações feitas em seu blog ou outras ferramentas como YouTube, Podcasts, e-books e muito mais.

Outro diferencial pode ser oferecer conteúdos exclusivos para quem faz parte da lista de e-mails. Só não esqueça que esses conteúdos não podem ficar disponíveis para outras pessoas, perderia a magia da “exclusividade”.

Ofereça descontos e ofertas

Esse tipo de estratégia pode funcionar para você que vende algo online, mas, caso bem elaborado, pode funcionar também para vendas offline, o ideal é você oferecem para sua lista de email.

Oferecer descontos ou ofertas pode ser um grande incentivo para as pessoas compartilharem suas informações e integrarem seu mailing list.

Por exemplo, é muito comum as lojas virtuais oferecerem um desconto para os clientes que concluírem sua primeira compra. A loja de mochilas, carteiras e acessórios de viagem Beatnik & Sons oferece um bom desconto na primeira compra para incentivá-los a entrar em lista de email validos.

lista de email

Essa estratégia é muito eficiente, pois o desconto em si é algo muito motivador para.

Os benefícios de usar campanhas Ads e SEO para criar um mailing list

1.Encontrar o seu público onde ele está

Você já ouviu aquela frase: "vá onde o seu público está?" Essa é a ideia.

Milhões de pessoas usam as redes de pesquisa e as redes sociais para pesquisar e encontrar produtos/serviços, opiniões, reviews.

Essas duas ferramentas estão tão presentes na rotina das pessoas, que pode ter certeza de que você vai encontrar seu público nelas.

2.Você vai alcançar o seu real público

Os anúncios criados são altamente segmentados. Eles não serão exibidos para as pessoas que você não quer.

Por isso você não gasta dinheiro levianamente com o marketing digital. Então aprenda como ganhar dinheiro com marketing digital.

Você determina quem quer atingir com base nas informações demográficas, interesses e comportamentos.

3.Você vai alcançar seu público na hora certa

O grande benefício dos anúncios é a possibilidade de atingir a pessoa certa, com a mensagem certa e no momento certo.

Além da segmentação de público, você pode controlar a hora em que seus anúncios alcançam as pessoas.

É possível, por exemplo, segmentar que os anúncios sejam exibidos para determinadas palavras-chave.

Embora o objetivo do mailing seja criar um relacionamento contínuo com seus clientes em potencial, você ainda pode aumentar o número de participantes ao garantir que os anúncios apareçam quando as pessoas realmente precisam.

4. Baixo custo

Você não precisa ter grandes gastos para que as suas campanhas de e-mails marketing disparados para a sua lista de e-mails sejam definitivamente eficientes.

Apesar do investimento em um bom conteúdo, um design atraente e em incentivos para que as pessoas compartilhem os seus dados, seu custo será muito inferior a muitas outras estratégias.

5. Público mais amplo que as redes sociais

Sim, as redes sociais talvez sejam as ferramentas mais importantes para uma boa estratégia de marketing digital, porém, quando o seu objetivo é compartilhar uma mensagem altamente segmentada, o e-mail marketing ainda é uma grande estratégia.

Reflita: quantas pessoas você conhece que não possui redes sociais. Agora, quantas pessoas você conhece que tem um e-mail?

Esse artigo sobre a importância de um mailing list foi útil para você? Se gostou da leitura, aproveite para ver outros conteúdos nas redes sociais como o Instagram e o YouTube.

e aí, GOSTOU? COMPARTILHE!

vamos CONVERSAR?

Você tem uma ideia que precisa tirar do papel?