curso de vendas
Boas práticas de SEO

Boas práticas de SEO

em 2020

Blog   ·  Criado em 03/07/2020   ·   Atualizado em 03/07/2020   · ​ 11 minutos

Boas práticas de SEO

Para ter sucesso com SEO e visibilidade na internet, focar na melhor experiência para o usuário tem sido a prioridade máxima de qualquer empresa.

Onde você foca seu tempo fará toda a diferença. O impacto e influência da presença online de uma marca não pode ser subestimado. A maior parte dos consumidores fazem pesquisas online antes de ir às compras. Portanto, ter uma forte presença online é necessário para que uma marca cresça.

Atualmente, para que uma empresa cresça no Google é necessário que boas práticas de SEO sejam aplicadas. E não é novidade para ninguém, que esse buscador se atualiza constantemente, assim como, as estratégias de SEO. Dessa forma, é preciso se manter atualizado. 

Então, como implementar boas práticas de SEO em 2020 para sua empresa? Confira mais detalhes a seguir.

Práticas de SEO em 2020 demandam atualizações constantes

Apesar da diretriz clara de que todas as marcas devem investir em SEO e marketing de conteúdo, os algoritmos sempre fazem os sites afinarem a sua estratégia de posicionamento na web. A título de exemplo, só no último ano vimos mudanças no layout da SERP e o crescimento da popularidade e uso das páginas AMP. 

Mas, calma! Vamos explicar mais sobre esses dois formatos. 

Afinal, o que é SERP e AMP?

SERP representa páginas de resultados do mecanismo de busca (Search Engine Results Page em inglês). São páginas da web servidas aos usuários quando eles buscam algo on-line usando um mecanismo de busca, como o Google. 

O usuário digita sua consulta de busca (muitas vezes usando termos e frases específicas conhecidas como palavras-chave), sobre as quais o mecanismo de busca o apresenta com um SERP. Cada SERP é única, mesmo para consultas de busca realizadas no mesmo mecanismo de busca usando as mesmas palavras-chave ou consultas de busca. 

Isso porque praticamente todos os mecanismos de busca customizam a experiência para seus usuários, apresentando resultados baseados em uma ampla gama de fatores além de seus termos de busca, tais como localização física do usuário, histórico de navegação e configurações sociais. 

Duas SERPs podem parecer idênticos, e conter muitos dos mesmos resultados, mas muitas vezes apresentaram diferenças sutis.

AMP significa "Accelerated Mobile Pages" (Páginas Móveis Aceleradas, em inglês). É um Open Source Framework que foi lançado como uma iniciativa conjunta do Google e várias outras empresas de tecnologia e editoras. Com o AMP, é possível criar sites móveis simples que carregam quase instantaneamente. As características do AMP são elementos reduzidos de JavaScript e CSS, e o uso de uma Rede de Entrega de Conteúdo.

Voltando ao assunto…

O Google também vem experimentando os títulos e meta-descrições nas SERPs, oferecendo alguns sites com espaço extra. Para que as marcas prosperem neste ambiente, elas devem ser capazes de adotar os mais recentes diretrizes do Google. 

Entender as melhores práticas de SEO pode ajudar as marcas a construir um site forte.

Aprenda agora 3 boas práticas de SEO!

boas praticas de SEO

1) Ênfase em Marketing de Conteúdo em Canais Diversificados

Marketing multicanal descreve campanhas que alcançam plataformas e dispositivos para se conectar com os clientes. Essa ferramenta leva em conta o comportamento do consumidor agnóstico (usuário menos influenciável pela marca) do canal.

A esmagadora maioria dos profissionais dizem que o marketing multicanal é importante, mas apenas poucos estão coordenando com sucesso essas campanhas híbridas. Isso cria uma enorme desconexão entre o que as pessoas acreditam ser as melhores práticas de SEO do Google e como elas são capazes de construir suas próprias estratégias para atender às necessidades desses consumidores.

A construção dessas campanhas de marketing multicanal requer profissionais que tenham habilidades híbridas que possam se estender através das especialidades. Estes indivíduos devem cultivar suas habilidades por:

  • Utilização de opções de ensino próprio, como aulas on-line e vídeos para começar a aprender sobre diferentes áreas do marketing;
  • Construindo relacionamentos com quem está em outros departamentos;
  • Incentivar a coordenação e colaboração com outras especialidades para aprender suas estratégias e melhores práticas.

As próprias marcas também devem trabalhar na construção de campanhas multicanal que as ajudarão a alcançar melhor seus clientes em todas as plataformas. Os clientes estão ativos em uma variedade de plataformas e canais, incluindo:

  • Celular
  • Desktop
  • Mídias sociais
  • Email
  • Busca orgânica
  • Busca paga

As marcas interessadas em alcançar efetivamente esses clientes precisam coordenar suas campanhas nessas diferentes áreas. Isso significa entender as melhores práticas de SEO e mapear minuciosamente a jornada do comprador até sua pessoa alvo, levando em conta os diferentes dispositivos e plataformas que um prospecto pode utilizar.

Isso os ajudará a criar conteúdo efetivo para os diferentes pontos de contato. Também devem ser realizadas campanhas que levem em conta o que os clientes querem ver. Sessenta por cento dos jovens dizem que esperam uma experiência de marca consistente em todos os canais, inclusive offline.

Isso significa que as promoções que você executa na busca paga devem corresponder ao que está sendo entregue na loja, por exemplo. Para se destacar nas melhores práticas de SEO, você precisa incorporar essa tendência ao seu modelo de marketing.

2) Marcação Schema

Schema é um tipo de marcação que ajuda a rotular as partes dos sites, facilitando o entendimento dos algoritmos para "entender" o site e os tipos de conteúdo disponíveis. Isso ajuda a aumentar sua visibilidade e alcance.

O esquema também tem se tornado cada vez mais importante desde 2016 e provavelmente continuará crescendo. O Google usa essas marcações de várias maneiras. Por exemplo, eles são utilizados:

  • Esquema é importante para que o Google for Jobs liste os detalhes corretos;
  • Esquema é importante para informações de revisão e classificações estelares;
  • Para saber quais os sites que se qualificam para as ricas listagens, como as fichas que aparecem no topo da página de resultados para consultas de filmes e receitas;
  • Eles podem ser úteis para orientar a parte de aprendizagem da máquina do algoritmo, também conhecido como Rank Brain (nome dado a uma das últimas atualizações do Google);
  • Também pode ajudar na seleção do seu site para o Google Quick Answers.

3) Meta-descrições Detalhadas

Sua meta descrição são as poucas frases que aparecem sob sua URL na SERP. O Google aumentou o número de espaços de caracteres. Agora, as marcas podem utilizar cerca de 300 caracteres em suas meta-descrições entre os 3 primeiros resultados.

As marcas que recebem o espaço adicional têm sido notadas. As meta-descrições têm mais linhas e se destacam na SERP. Essas marcas agora têm mais espaço para usar palavras-chave para combinar com a intenção do usuário e mostrar porque seu site é a escolha superior aos demais na SERP. Todas as marcas devem estar focadas em suas meta-descrições à luz dessas mudanças.

Embora nem todos tenham o espaço extra, é possível que haja uma implantação maior a qualquer momento. As marcas que estão preparadas para esse impulso terão maior sucesso com suas meta-descrições.

Também é comum que alguns sites tenham descrições curtas - menos de 100 caracteres - que não causavam grande problema quando o máximo geral era de 156 caracteres.  

Torna-se mais fácil para esses sites serem ignorados em uma SERP que tem múltiplas meta -descrições longas. Todos os sites devem ter descrições de cerca de 150 caracteres que suas palavras-chave e informações relevantes para atrair as pessoas a clicar estejam incluídas. As meta-descrições são importantes nas melhores práticas de SEO.

Aprenda ainda mais práticas de SEO.

Aprenda ainda mais práticas de SEO

Conclusão sobre as boas práticas de SEO

As melhores práticas de SEO continuam a mudar e evoluir à medida que o Google adapta seu algoritmo a melhor apresentação dos resultados para os usuários. 

Para que as marcas tenham sucesso no cenário digital cada vez mais competitivo, as marcas querem ter a certeza de que estão a par destes últimos desenvolvimentos para que o seu website permaneça relevante, visível e útil para os motores de busca e clientes.

Guest post produzido pela Equipe de Comunicação da Guerrilha Marketing!

e aí, GOSTOU? COMPARTILHE!

vamos CONVERSAR?

Você tem uma ideia que precisa tirar do papel?