O que é resiliência

O que é resiliência?

Blog   ·   11/09/2019   ·   ​13 minutos

O que é resiliência

A motivação para apostar em negócios próprios está embasada em dois principais fatores: oportunidade e necessidade.

Mas qual é a importância da resiliência? Diversas habilidades caracterizam o bom empreendedor, como o tino para negócios, a liderança e a capacidade de inovação.

No entanto, existe uma característica que merece ser destacada e que muitas vezes só é testada nos momentos de dificuldade: a resiliência.

Hoje especialmente entenderemos o que é resiliência e mostraremos a influência que a resiliência tem sobre quem decide ter um negócio. Acompanhe!

O que é resiliência?

A resiliência pode ser definida como a capacidade de uma pessoa de voltar ao seu estado normal.

Um indivíduo resiliente é aquele que sabe lidar com seus próprios problemas, vence obstáculos em seu caminho e não cede à pressão do ambiente externo, independentemente de qual seja a situação do momento.

Estudiosos definem a capacidade de ser resiliente em diversos fatores, como:

  • autocontrole das emoções;
  • otimismo;
  • administração dos conflitos;
  • autoconfiança, entre outros.

As pessoas altamente resilientes tendem a se adaptar com maior facilidade e esperam que o melhor aconteça.

Além disso, são capazes de criar emoções positivas, mesmo em momentos de crise; sabem se defender e aprendem continuamente com as experiências a que são submetidas.

Por que ela é importante na formação de um perfil empreendedor?

Entendio o que é resiliência, vamos ver qual a importância dela.

A resiliência permite que a pessoa enfrente situações difíceis sem se deixar abalar.

Para um empreendedor isso é fundamental, principalmente se a empreitada acontece em negócios modernos, como aqueles que envolvem tecnologias e o mundo digital.

Por mais que ele planeje e tenha todos os passos detalhados de como funcionará o empreendimento, alguns fatores fogem do controle.

Especialmente quando eles estão ligados ao mercado, à rápida evolução dos processos e aos consumidores, que têm características distintas.

Logo, se o empreendedor trabalha a resiliência, sairá fortalecido da situação adversa e estará mais preparado para o sucesso.

Afinal, ele terá a capacidade de se adaptar à realidade do mercado e seguir rumo aos objetivos traçados, mesmo que as coisas não pareçam favoráveis a princípio.

Como exercitá-la?

No meio da confusão, encontre a simplicidade. A partir da discórdia, encontre a harmonia. No meio da dificuldade reside a oportunidade.

Essa frase de Albert Einstein é um exemplo de superação diante de momentos difíceis.

Mas como o empreendedor pode exercitar a resiliência? Confira a seguir algumas dicas!

Treine a sua mente

A primeira coisa a fazer para conquistar a resiliência é treinar a sua mente.

O seu cérebro precisa entender que não pode ter medo, pois ele o paralisa.

Faz parte da vida passar por momentos difíceis e situações conflituosas, mas lembre-se de que seu sonho de ter um negócio é maior que os obstáculos.

Tenha disciplina

A disciplina está intimamente ligada à resiliência.

Não basta apenas saber o que é resiliência, mas uma pessoa com foco tende a ser mais otimista, mesmo diante de problemas.

Além disso, mesmo que sofra pressão ela tem capacidade o suficiente de seguir fazendo o seu trabalho, pois tem um objetivo final.

Mantenha a mente aberta

Sim, é fundamental estar preparado para mudanças e não ter medo delas.

Sempre tenha um plano substituto, caso a primeira alternativa não funcione como planejada.

Isso inclusive contribuirá para o aprimoramento da sua capacidade criativa e da sua visão sobre tendências de mercado.

Por isso, não se esqueça: flexibilidade também é um caminho para atingir o sucesso.

Como a resiliência pode ajudar a obter sucesso com o negócio?

Conhecendo o que é resiliência, ela pode ajudar o empreendedor em vários sentidos. Entre eles, podemos destacar:

  • ter mais atitude: quem é resiliente não se sente vítima da situação e ousa mais quando forem impostos desafios, como um investimento em determinada ideia, que pode trazer lucros mais vantajosos (vide os exemplos das startups);
  • liderar melhor os seus funcionários: o bom líder é aquele que enfrenta os desafios junto com a equipe, trazendo serenidade ao grupo para que ele prossiga em meio aos obstáculos. Logo, ser resiliente ajudará inclusive a transformar a atitude da equipe;
  • tomar decisões com mais propriedade: o medo leva muitos empresários a adiarem as decisões. Porém, quando têm resiliência, mesmo que não consigam visualizar o resultado final, eles sabem que precisam e tomam suas decisões com confiança.

Qual é a importância da resiliência no modelo de franquias?

Antes de falarmos sobre a resiliência no mercado de franquias, é necessário mostrar as vantagens desse modelo de negócio e as semelhanças com um empreendimento próprio.

Lucratividade

Apesar de ter que pagar taxas de utilização da marca, assinatura de contrato e encargos da franquia, o empresário que aposta nesse modelo de negócio costuma ter uma lucratividade maior ao longo do tempo.

Isso porque a franquia já vem estruturada, diminuindo assim a taxa de mortalidade do empreendimento.

Maior especialização

Além do suporte dado pela franqueadora, o empresário ainda terá à disposição um plano de negócios estruturado, apoio nas decisões de marketing e treinamentos em diferentes áreas de gestão, como capacitação de funcionários.

Tudo isso garante uma maior especialização do negócio e maiores chances de sucesso, visto que há todo um planejamento estratégico por detrás.

Pesquisa e desenvolvimento

As franqueadoras costumam realizar pesquisas e desenvolvimentos em seus produtos ou serviços e repassam essas melhorias aos franqueados.

Com isso, eles têm mais possibilidade de testar no negócio o desenvolvimento e oferecer especialidades aos seus consumidores.

Negócio de acordo com perfil do empreendedor

A maior semelhança entre a franquia e o negócio próprio é justamente com relação ao perfil do empreendedor. Como existem diferentes opções no mercado, o franqueado poderá encontrar um negócio condizente com os seus sonhos.

A mesma situação ocorre na criação de um negócio próprio.

Persistência

Esta não é uma característica propriamente dita do negócio, mas merece ser destacada em meio a tudo o que mostramos ao longo do artigo.

A persistência vem da resiliência e é necessária em ambos os modelos de negócios.

Focando na franquia, vale ressaltar que ela também tem os seus desafios apesar da estrutura, e o empreendedor precisa estar ciente disso.

Aliás, a resiliência é fundamental nesse modelo de negócio, principalmente, para fortalecer o elo entre franqueadores e franqueados.

É preciso um alinhamento, o suporte por parte da matriz e a gestão eficaz da franquia para fortalecer o empreendimento.

O país vive um momento de crise econômica e política que exigem resiliência por parte do empresário.

Com certeza, após o período de turbulências, ele sairá fortalecido se souber trabalhar com os desafios impostos.

Agora que você já sabe o que é resiliência, que tal continuar acompanhando outros conteúdos exclusivos?

Acompanhe nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade do mercado: estamos no Facebook, no LinkedIn, no Instagram ou no YouTube!

A missão das Franquias de Sucesso High Sales é difundir o empreendedorismo ajudando pessoas e negócios a performarem as vendas com marketing digital.

Transforme suas ideias em performance digital!

e aí, GOSTOU? COMPARTILHE!

vamos CONVERSAR?

Você tem uma ideia que precisa tirar do papel?